Fisioterapia Hospitalar no Paciente Queimado


>




O Blog é de Fisioterapia na Dermato Funcional mas há uma pate da nossa especialidade que se alia a Fisioterapia Hospitalar, quando falamos de Fisioterapia em Queimados.

A fisioterapia tem uma grande importância no tratamento de pacientes queimados, pois atua em todas as consequências da queimadura, não apenas nas complicações motoras e respiratórias, mas também contribui para o bem biopsicossocial dos indivíduos, tendo excelentes resultados na recuperação do paciente.

É importante que a intervenção aconteça de maneira precoce, para que os resultados de funcionalidade, cicatrização e restauração da saúde física e emocional dos pacientes sejam alcançados.

As condutas fisioterapêuticas para o paciente queimado são:

  • Correto posicionamento no leito

Para prevenção de deformidades, pois previne a ocorrência de fibrose e rigidez articular. É necessária a mudança constante de decúbito para prevenir flictenas, úlceras por pressão e edemas.

  • Cinesioterapia

Exercícios de mobilização ativos e passivos para preservar os movimentos do membro queimado e manter a função de deslizamento dos tendões, amplitude de movimento e força muscular.

A movimentação deve ser iniciada assim que o paciente apresentar condições clínicas necessárias para o processo de reabilitação. Se o paciente estiver sedado e impossibilitado de realizar exercícios, os movimentos passivos devem ser realizados.

  • Sedestação e deambulação

A sedestação e deambulação devem ser realizadas o mais cedo possível, assim como o treino de marcha, devendo ser interrompidos apenas quando há presença de enxerto de pele.

  • Fisioterapia respiratória

As complicações respiratórias no paciente queimado são numerosas, por isso a atuação do fisioterapeuta deve ser precoce e contínua a fim de evitar complicações.

O fisioterapeuta deve realizar manobras de higiene brônquica, reexpansão pulmonar e suporte ventilatório caso seja necessário.

É necessário monitorar e ajustar os parâmetros ventilatórios obedecendo uma estratégia protetora de ventilação e adequar o paciente a decúbitos e procedimentos que favoreçam a função respiratória.

  • Laser terapêutico

O laser terapêutico é capaz de promover um processo cicatricial mais rápido e de melhor qualidade. A maioria dos estudos revela que a terapia com laser acelera a proliferação de células, aumenta a vascularização e melhora a organização do colágeno.

O laser é um excelente recurso que tem a capacidade de induzir uma cicatrização rápida, sendo um recurso valioso para o paciente queimado.

EBOOK COMPLETO DE FISIOTERAPIA HOSPITALAR, falando inclusive sobre Queimaduras

Com esse guia de Fisioterapia Hospitalar Completo em formato de ebook, você terá uma explicação completa sobre atuação profissional o e diversos outros assuntos.Clique aqui e saiba mais!


Dicas para Profissionais:
  • Liberação Miofascial - Ventosas + Instrumental+ Manual + Acessórios
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia

  • Fisioterapia Hospitalar no Paciente Queimado Fisioterapia Hospitalar no Paciente Queimado Revisado por Faça Fisioterapia on 06:29:00 Nota: 5

    Nenhum comentário