segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Lipoaspiração não é suficiente para acabar com a gordura

http://maisequilibrio.com.br/imagens/interacao/original/5/8-verdades-sobre-a-lipoaspiracao-5-596.jpg

Como fisioterapeuta que tratou de dezenas de pacientes depois de se submeterem a  lipoaspiração, sei que nao há como fugir da dobradinha exercicios x alimentação saudável para manter o resultado da cirurgia. A lipoaspiração não será suficinete para acabar com a gordura que tanto lhe incomoda. Mas vou explicar o porque da lipoaspiração, por si só, não mantem o corpo 'enxuto' por toda a vida.

Ao contrário do que parece, a gordura corporal é essencial para todo ser humano, pois protege o corpo das oscilações de temperatura e estoca energia para situações de doença, escassez e fome. O que causa o problema é o excesso de tecido gorduroso, a obesidade.

Algumas pessoas têm mais facilidade de unir as moléculas de ácidos graxos livres com o glicerol e produzem mais gordura. Em muitos obesos, há também a dificuldade de separar essas moléculas, o que complica a retirada de gordura do organismo, contribuindo para o aumento de peso e para a dificuldade de eliminá-lo.

A alternativa para retirar esse excesso de células de gordura é a lipoaspiração ou a abdominoplastia. Ao diminuir essas células, fica mais difícil de ganhar peso, mas não impossível. Se a pessoa fizer a cirurgia, mas não se alimentar corretamente e praticar exercícios físicos, voltará a engordar.

Pessoas com células multiplicadas que emagrecem têm mais facilidade para engordar novamente porque as células têm memória: elas continuam 'murchas' no corpo, mas enviam estímulos ao cérebro que alertam para a fome. Por isso é importante a alimentação saudável desde a infância e a adolescência para evitar a formação dessa gordura corporal, o que pode dificultar o emagrecimento na fase adulta.

E não são só os alimentos gordurosos que fazem a célula inchar. Qualquer alimento consumido em excesso pode ser transformado em gordura por causa das reações químicas, até mesmo um brócolis. Para manter o peso, a pessoa deve consumir a quantidade de calorias igual à queima calórica. Comer menos do que gasta faz emagrecer e consumir mais calorias, provoca o aumento de peso. Porém, esse desempenho não é regra e muda de pessoa para pessoa, já que existem os mais "gastadores" e os mais "econômicos".

Mais comum nos homens, a gordura intra-abdominal é perigosa porque pode provocar doenças cardíacas, já que cresce entre as vísceras e é mais difícil de ser eliminada. A gordura extra-abdominal ajuda a desenvolver a diabete. Para queimar essa gordura corporal, abuse dos exercícios físicos, principalmente os aeróbicos.

Quem não gosta de se exercitar, recorre às cirurgias. Mas tem que entender que o efeito é temporário.

Entendeu porque a lipoaspiração não é suficiente para acabar com a gordura?

Leia mais ...

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Radiofrequência e redução da celulite

Aparelho Velashape 2 é usado para tratar celulite e flacidez da pele (Beto Novaes/EM/D.A Press)


Pesadelo das mulheres, a celulite ganha novas formas de enfrentamento. As tradicionais drenagem linfática, endermologia, radiofrequência, infravermelho e laser estão ganhando a companhia de técnicas como ondas sonoras, novidade mais recente na área. Já usada em procedimentos para quebrar pedras nos rins e no tratamento do esporão, as ondas agora estão mostrando resultado promissor também nessa área. A popstar Madonna chegou a comprar um aparelho só pra ela.

A mulher foi feita para ter celulite. O problema começou quando deixamos de ser quadrúpedes e passamos a andar sobre duas pernas, favorecendo que a gordura ficasse acoplada. A celulite é caracterizada pelo aparecimento de ondulações na pele, dando um aspecto de "casca de laranja", principalmente na região dos glúteos, coxas, abdômen e braços, em estágios mais suaves ou avançados. São provenientes de alterações no tecido adiposo, que levam a irregularidades na pele em menor ou maior grau.

As principais causas para seu aparecimento são alterações no tecido gorduroso, logo abaixo da pele; distúrbios na microcirculação e aumento do tecido fibroso. Esses fatores se relacionam diretamente com predisposição genética familiar, fatores hormonais, alimentação e vida sedentária. Mudanças nos hábitos alimentares, prática de atividade física, aumento da ingestão de líquidos e a associação de tratamentos estéticos ajudam a melhorar a qualidade e o aspecto da celulite. Por isso, os melhores resultados são daqueles tratamentos que envolvem a associação de radiofrequência e sucção.

Um exemplo é o Velashape, aparelho que está em sua segunda geração e combina quatro abordagens. A massagem mecânica melhora a circulação sanguínea e, consequentemente, a oxigenação da área, além de retirar toxinas. A sucção, uma suave pressão negativa, promove a circulação e ajuda a soltar as camadas cutâneas e subcutâneas. Já a radiofrequência estimula a produção de colágeno e elastina pelos fibroblastos, aumentando a firmeza da pele, enquanto o infravermelho estimula o metabolismo, a reabsorção de edemas e mantém a temperatura aumentada pela radiofrequência.

Ele tem radiofrequência três vezes mais forte. Isso permitiu melhorar a eficácia do aparelho. As sessões são realizadas apenas uma vez por semana e os resultados aparecem mais rápido. Mas ele também custa duas vezes e meia mais caro que a versão anterior.

Há uma enorme oferta de procedimentos, mas nem todos são aprovados pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, caso da carboxiterapia. Tem a mesoterapia, que só pode ser feita por médicos.

Além da drenagem linfática e das meias de compressão, há resultados na endermologia, uma massagem com um aparelho que faz sucção, e na radiofrequência, que consegue tratar a celulite e flacidez juntas. Entre as técnicas mais novas, destaca o ultrassom cavitacional, que estimula o colágeno e melhora a circulação; a subcisão, tratamento cirúrgico em que se corta a trava de fibrose e tem se mostrado uma das melhores opções para celulites de grau mais avançado; e laser do tipo i-lipo, que estimula a circulação, mas deve ser combinado com exercício físico.
Leia mais ...

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Como a corrente galvânica é aplicada

http://files.sglamour.webnode.com.br/200000158-1802e18fca/g_produto_multimeed_1138%5B1%5D.jpg


A corrente galvânica é uma corrente contínua, ou seja, que mantém sempre a mesma intensidade, tanto em valor quanto em direção, e unidirecional, cujo funcionamento depende da presença de dois eletrodos (positivo e negativo) e do contato com o paciente.

Na desincrustação, usa-se um eletrodo de gancho como eletrodo ativo envolvido totalmente com algodão que deve estar com o produto desincrustante. O passivo (placa de silicone ou metal) deve ser localizado no braço ou região da escápula. O tempo gira em torno de quatro a cinco minutos. Nesse processo, por causa de divergências em estudos quanto à dose da corrente, é indicada a utilização do limite da sensibilidade do paciente para determiná-la, de acordo com o conforto e a segurança. 

Na ionização, é importante considerar que o protocolo a seguir deve ser sugerido pelo fabricante do produto ionizável, por haver variação. O produto é administrado no local em que se deseja que seja absorvido, podendo ser gotejado na área e a absorção com eletrodo em forma de rolo, por exemplo, o que é muito comum. O tempo é de cinco minutos. A dosimetria tem ligação com o tipo de substância que será ionizada. Para isso, relaciona-se também o tempo de aplicação do cosmético e o protocolo proposto pelo fabricante do produto. 

A galvanopuntura, caracterizada por um método não invasivo, faz uso de uma agulha acoplada ao eletrodo caneta e ao polo negativo da microcorrente contínua. O polo positivo ajuda na dispersão e está conectado ao corpo para que a corrente seja transmitida, ou no braço, caso o procedimento seja facial. A agulha fica entre as camadas da epiderme (camada mais superficial da pele). Aqui é importante ressaltar que também existem divergências quanto à dosimetria e que a aplicação pode ser vista em prática clínica usando-se de 70 a 100 microamperes para estrias e de 150 a 200 para rugas, podendo ser medida também de acordo com a tolerância do indivíduo que está recebendo a corrente, o que torna possível se chegar a valores acima desses mencionados. 

Na galvanopuntura há dor, que pode ser minimizada com o uso de anestésicos, livres de anti-inflamatório, para não prejudicar o poder regenerador do procedimento. Em outros tratamentos com corrente galvânica, são comuns desconforto ou formigamento leve; neste caso, é importante apontar que a alergia a corrente elétrica ou a hipersensibilidade podem prejudicar a eficácia do tratamento. 

Tratamentos com corrente galvânica são contraindicados a quem apresenta hipersensibilidade à corrente, lesão na área a ser tratada, pacientes com alteração de sensibilidade e hipersensibilidade à fórmula do produto desincrustante. 

No caso da galvanopuntura para estrias, não é interessante iniciar tratamento durante a puberdade pela alteração hormonal que existe neste período; ainda nesta modalidade, pacientes com elevação de níveis de glicocorticoides também não devem utilizar-se da técnica. 

Leia mais ...

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Benefícios da drenagem linfática no pré-operatório




Ola pessoal! A primeira vez que escutei falar de drenagem linfática no pré-operatório foi no segundo dia de estágio. Uma paciente que já tinha fechado o pós-operatório no consultório, ganhou duas sessões de drenagem linfática antes da cirurgia. Depois de ver o resultado, consegui a resposta para a pergunta que ficou na minha cabeça. Sim, a recuperação de quem faz um pré-operatório é melhor do que quem nao faz. Logo, a fisioterapeuta estava facilitando o trabalho dela no pós-operatório.

A grande maioria dos cirurgiões plásticos consideram a massagem uma grande aliada no pré e no pós-operatório de cirurgias plásticas de abdômen, lipoaspiração, lipoescultura, cirurgia de mamas ou na face. Isso porque ela estimula o organismo a reagir eliminando os líquidos que causam o inchaço e os edemas. Resultando em uma excelente recuperação!

A drenagem linfática tem um lugar de destaque entre os tratamentos aplicados em Medicina Estética. Ela pode ser realizada isoladamente ou em associação com outros tratamentos. É um procedimento que tenta auxiliar o organismo num processo natural para drenar os líquidos que devem ser eliminados.

O benefício principal é evitar a retenção de líquidos no organismo, mas também melhorar a circulação sanguínea e aliviar dores. Ela também melhora  a celulite, alívio nas dores musculares, pernas cansadas e na redução do edema da tensão pré-menstrual uma maravilha não é mesmo?!

Ela é feita com  movimentos suaves de deslizamento dos dedos sobre a superfície da pele, seguindo um trajeto que acompanha os vasos linfáticos. Deve ser realizada por profissionais que realmente tenham um conhecimento de anatomia e do funcionamento do sistema linfático, pois se for realizada por mãos sem habilidade, não surtirá seus benefícios.

O benefícios que a drenagem traz no pré-operatório: ativa a circulação linfática, auxilia na micro-circulação local, nutre o tecido cutâneo e auxilia a desintoxicação. Com isso, o sistema imunologico fica alerta para reagir de forma correta ao estímulo operatório, resultando em um pós-operatório menos traumático.

Portanto, não deixe de utilizar a drenagem antes das cirurgias!
Leia mais ...

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Video: Aula falando de alguns aparelhos






A fisioterapia dermatofuncional é uma especialidade relativamente recente, sendo uma área dedicada às modalidades terapêuticas nas disfunções estéticas e de caráter reabilitacional, de modo a dar maior conforto e segurança aos pacientes.

Esta ramificação da fisioterapia aborda as condições dermatológicas inteiradas com a qualidade funcional do indivíduo. Relaciona a função dos tecidos com a uma melhor funcionalidade, proporcionando uma condição psicossocial que atenda à individualidade.

Leia mais ...

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Será que é Linfedema?

http://www.terapia-fisica.com/imgs/linfedema-brazo.jpg

Apesar de tomar todos os cuidados e seguir as recomendações médicas, você tem notado que o seu braço do lado operado, recentemente ou há algum tempo, parece maior do que o outro ou um pouco dolorido, mais pesado.

Por coincidência ou não, você leu alguma coisa sobre Linfedema pós-mastectomia e acredita que possa ser o seu caso? O que fazer agora? Esperar alguns dias? Procurar um massagista? Passar aquela pomada que a vizinha jura que irá resolver? Entrar em depressão e acreditar que essas coisas só acontecem com você mesma?

Não caia em tentação. É muito normal querermos acreditar em soluções fáceis e milagrosas ou nos entregarmos à fatalidade. O primeiro passo lógico e acertado é procurar o seu médico, de preferência aquele que a acompanhou na época da cirurgia. Ele saberá o que fazer e a encaminhará para um Médico Especialista e/ou para um tratamento adequado.

Nem sempre um conjunto de sintomas determina um diagnóstico. Existem problemas reumatológicos, ortopédicos, vasculares entre outros que podem ter sintomas comuns. Somente o médico poderá fazer o diagnóstico.

Linfedema. E agora?

Se você recebeu o diagnóstico de linfedema...

Existe tratamento e isto já é um bom começo. O tratamento promove o controle do linfedema, ou seja, mantém a região acometida com tamanho o mais próximo possível do normal.

O médico indicará o tratamento mais adequado ao seu caso e muito provavelmente solicitará tratamento fisioterapêutico.

A técnica fisioterapêutica mais aceita e empregada e que obtém os melhores resultados atualmente, tanto no tratamento como na prevenção do linfedema é a linfoterapia (ou Terapia Física Complexa) que utiliza recursos como: linfodrenagem manual, enfaixamento compressivo funcional e exercícios terapêuticos específicos, cuidados com a pele, automassagem linfática e uso de contenção elástica. O tratamento é dividido em duas fases: a primeira, mais intensa, objetiva a redução máxima do edema e a segunda fase visa à manutenção da redução obtida na primeira fase.

Leia mais ...

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Ultrassom é uma técnica para exterminar celulites



celulite_mas

O fibro edema gelóide (FEG) popularmente conhecida como celulite é um problema estético que provoca mudanças no aspecto e função da pele, podendo levar a quadros álgicos na área acometida e também perda da auto-estima.

O ultra-som é indicado para prevenir, tratar e amenizar casos de fibroses pós cirúrgicas, celulites aderidas e gorduras localizadas, cicatrizes aderentes, edemas e hematomas pós cirúrgicos e inchaços acelerando e cessando mais rapidamente esses processos.

O tempo de tratamento pode variar de pessoa para pessoa e do grau em que se encontra a celulite, gordura localizada,  edema e hematoma pós cirurgico. Para o tratamento ter um excelente resultado é indicado fazer de 15 a 20 sessões (2 sessões por semana), o tratamento completo dura  cerca de 2 meses. O minimo de sessões recomendadas são 10 sessões. O ultra- som pode e deve vir acompanhado de uma drenagem linfática, para ajudar a eliminar o liquido e gordura que foram quebrados, no tratamento com o ultra-som. O ultra-som também pode ser combinado com sessões de massagem modeladora, turbinada e redutora, para potencializar ainda mais a quebra da celulite e redução de medidas.

A área de fisioterapia e estética vem atuando no sentido de corrigir as disfunções estéticas. Esta área dispõe de recursos que trabalham no sentido de restaurar a aparência, sem comprometer a saúde das mulheres.

Do ponto de vista clínico, a celulite é definida como uma inflamação supurativa, edematosa, alastrante, difusa, aguda dos tecidos subcutâneos e algumas vezes do músculo que pode ser associada com formação de abscesso.

Tipos:

I – É visível apenas através de uma biópsia;
II – A irregularidade pode ser observada por meio de compressão ou contração muscular;
III – Apresenta típico aspecto casca de laranja e pode evoluir para a de grau IV;
IV – Os nódulos são maiores e dolorosos, deixando a pele fortemente ondulada.

O ultrassom é uma das principais técnicas de tratamento terapêutico no FEG, pois emite vibrações sonoras de alta freqüência, que no tecido irá causar um atrito nos complexos celulares, produzindo uma micro-massagem, tendo como consequência aumento do metabolismo celular e quebra do FEG. Entre as ações e efeitos importantes encontra-se a melhora da circulação, do edema, síntese de fibroblastos e fibras colágenas; orientação das fibras colágenas.

De acordo com alguns estudos, observa-se que o gel é o meio que melhor transmite a onda ultrassônica, sendo, portanto, o agente de acoplamento de US mais indicado.

Leia mais ...