Cicatrização exagerada pode gerar nódulos definitivos após a lipoaspiração


>




 Existem dois tipos de fibrose. A fibrose normal está presente em toda a cicatriz, ela se apresenta como um tecido mais rígido na área da cicatrização que com o passar do tempo vai se desfazendo até desaparecer. Porém, também existe a fibrose patológica, que é um problema no processo de cicatrização e que compromete o resultado estético da cirurgia plástica.

A cicatrização exagerada nos tecidos internos é uma das mais temidas complicações após a cirurgia plástica. Ela ocorre principalmente no tecido subcutâneo, mas também pode acometer a superfície da musculatura. 

Fibrose após a lipoaspiração

 A lipoaspiração é a cirurgia estética que apresenta um maior risco para a fibrose e, na maior parte dos casos, o problema está diretamente ligado a um procedimento cirúrgico não adequado, uma lipoaspiração feita de maneira imprópria. Portanto, é fundamental que o cirurgião plástico seja experiente para fazer o procedimento corretamente, aspirando da camada de gordura mais profunda para a mais superficial. Esta última deve ficar intacta, sem as perfurações que induzem uma cicatrização irregular no meio do tecido gorduroso.

"É fundamental que o cirurgião plástico seja experiente para fazer o procedimento corretamente, aspirando da camada de gordura mais profunda para a mais superficial"

 É mais fácil de identificar a fibrose na lipoaspiração do que em outras cirurgias plásticas porque a gordura é um tecido macio e a fibrose é um tecido duro - o problema fica evidenciando. A grande gravidade é o fato de não ser possível retirar a fibrose patológica que está no meio da gordura. Ela estará distribuída em nódulos definitivos em vários níveis de profundidade. Em alguns casos também causará a fixação da derme na musculatura.

Identifique o problema

A fibrose normal que, no caso da lipoaspiração, vem acompanhada de inchaço e desaparece entre 30 e 60 dias, pode ser atenuada pela drenagem linfática, que contribui para que a fibrose ceda. Quando ela não desaparece em até três meses, na maioria das vezes, ela piora e raramente desaparece. Os locais que não têm fibrose vão desinchar e, consequentemente, a fibrose se ressalta.

Para evitar a fibrose exagerada

Além de ser fundamental que o procedimento seja feito da forma adequada por um profissional experiente, também é importante evitar o hematoma, que é o acúmulo de sangue nos tecidos. Há casos de pacientes que fazem uso de anticoagulantes, o que pode facilitar a formação de hematomas. No pós-operatório, uma recomendação muito importante é o uso da cinta de compressão, principalmente nos quatro primeiros dias, pois assim é reduzida a chance de juntar sangue na região lipoaspirada. A cinta pós-cirúrgica comprime o local e evita com que sangre, além de impedir com que acumule líquidos. O acompanhamento médico durante o período após a cirurgia deve ser feito rigorosamente para que o cirurgião plástico auxilie nos casos de complicações.



Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário