O Linfedema e a Drenagem Linfática


>





O sistema linfático tem como uma das principais funções a drenagem dos líquidos que circulam no corpo - se ocorre um acúmulo desses fluidos, pode surgir um edema, um dos sinais de um problema bastante desconfortável, que é o linfedema.

O linfedema no membro superior ipsilateral à cirurgia do câncer de mama é uma das complicações mais comuns no pós-operatório, e a Linfoterapia deve ser utilizada na reabilitação das pacientes mastectomizadas, principalmente com a técnica de Drenagem Linfática Manual (DLM).

A doença não tem cura, mas há tratamentos que ajudam a diminuir o inchaço e as dores do paciente - entre eles, a drenagem linfática. A drenagem é uma técnica especial de massagem que tem efeitos principalmente em edemas de origem linfática e pós-operatórios. Além desses benefícios, ela pode ainda trazer bem-estar e relaxamento, mas ao contrário do que muita gente pensa, não ajuda a emagrecer, já que não elimina gordura.

O objetivo global da DLM no tratamento do linfedema é traçar nova rota do fluxo de líquido linfático estagnado em torno de áreas bloqueadas e direcionar para vasos linfáticos saudáveis, que drenam para o sistema venoso.

Nos linfedemas de membro superior, é necessário reencaminhar o fluxo de linfa estagnada no tecido subcutâneo do braço e da axila afetada, em direção aos gânglios linfáticos axilares do lado oposto e para os linfonodos inguinais, do mesmo lado que a cirurgia foi realizada. Estes grupos de gânglios linfáticos (axilar oposto e inguinal) representam as áreas de drenagem para linfedema de braço e precisam ser manipulados antes de se iniciar o tratamento do braço propriamente dito. Muitas vezes é necessário algumas sessões drenando o tórax antes mesmo de drenar o membro superior afetado.

Nos linfedemas de membro inferior , o líquido deve ser direcionado para nodos linfáticos inguinais do lado oposto ao membro com linfedema, e dos gânglios linfáticos axilares do mesmo lado da perna com linfedema.

A drenagem linfática manual apresenta uma forma de tratamento efetiva para variadas condições associadas às disfunções do sistema linfático. No entanto, as técnicas utilizadas para pacientes que possuam algum comprometimento linfonodal difere da drenagem linfática clássica aplicado pela maioria dos terapeutas. A DLM mal aplicada pode trazer danos ao paciente. Portanto se vc possui linfedema ou distúbios arterio-linfo-venosos procure um fisioterapeuta especializado para realizar seu tratamento.

O Linfedema e a Drenagem Linfática O Linfedema e a Drenagem Linfática Revisado by Faça Fisioterapia on 03:38:00 Nota: 5

Nenhum comentário