Corrente russa no tratamento de flacidez abdominal


>



A flacidez muscular é um problema comum encontrado em mulheres. Esta flacidez pode apresenta-se de duas formas distintas: a flacidez muscular e a de pele. É muito comum que os dois tipos de flacidez apareçam associados, dando um aspecto ainda pior às partes do corpo afetadas pelo problema. Os músculos ficam flácidos principalmente por causa da falta de exercícios físicos. Se eles não são solicitados, as fibras musculares ficam hipoatrofiadas e flácidas.

O termo flacidez refere-se à qualidade ou estado de flácido, ou seja: mole, frouxo, lânguido. Na estética o termo é utilizado com o mesmo significado, não definindo as estruturas que podem apresentar tal comportamento.

A flacidez muscular é uma patologia comumente encontrada em mulheres. Sendo que é considerada uma grande "inimiga" feminina, que compromete a beleza de pernas, braços, seios, e abdômen. Tratar a flacidez é possível, mas requer empenho, já que os tratamentos são lentos.

No entanto, os resultados podem ser muito satisfatórios. A flacidez muscular acontece quando os músculos estão pouco tonificados. A musculatura em geral precisa manter uma certa tensão o tempo inteiro, e é assim que nossas formas ficam mais definidas e o nosso corpo fica mais firme. A flacidez muscular é aquela que faz com que os músculos fiquem hipotônicos, menos firmes do que deveriam ser, e ataca mulheres jovens, mais velhas, magras e obesas. Quem está com a musculatura flácida também fica com a aparência comprometida – músculo balançando sob a pele não ajudam em nada a aparência.

A eletroestimulação russa é um recurso bastante utilizado no tratamento da estética corporal. Entre as patologias englobadas a esse meio estético, a flacidez muscular é uma que pode obter resultados proveitosos através do recurso anteriormente citado.

A corrente russa é uma corrente de média freqüência que está sendo muito utilizada na prevenção e no tratamento da flacidez. Esta consiste numa corrente de média freqüência
homogeneamente alternada de 2.500Hz, aplicada como uma série de disparos separados, utilizada com o objetivo de produzir a potencialização muscular intensa reduzindo ao máximo a percepção sensitiva do paciente.

Sabendo-se a importância de um tratamento eficaz para melhora da estética corporal destas pacientes , associada ao desconhecimento de estudos relacionados a eletroestimulação russa no tratamento da flacidez, esta pesquisa serve como desafio para busca de novas informações e aperfeiçoamento de pesquisas já publicadas.
Desta forma, o objetivo geral deste trabalho visa avaliar a eficiência do recurso fisioterápico eletro terapêutico no tratamento da flacidez muscular. Para tal foram desenvolvidos
objetivos específicos como: através do tônus muscular, verificar o nível de flacidez muscular encontrado nas pacientes avaliadas; verificar o grau de força muscular, e a perimetria da região abdominal antes e após o tratamento; identificar o grau de satisfação das pacientes com o tratamento utilizado.

Dessa forma, há uma necessidade constante da melhora do condicionamento muscular assim como do aspecto estético de toda região abdominal, tornando-se fundamental a implementação de novos protocolos para o tratamento da flacidez.

A metodologia empregada foi realizada com bases na pesquisa quase experimental.

Os dados foram analisados quantitativa e qualitativamente, através de gráficos e tabelas.

Veja o restante do estudo
Corrente russa no tratamento de flacidez abdominal Corrente russa no tratamento de flacidez abdominal Revisado by Faça Fisioterapia on 12:23:00 Nota: 5

Nenhum comentário